Rabiando, rabiando mas, ao certo, mês novo e

e preços novos, a subir, ( que a descer só as bolsas ), o pagode refila  ( entre dentes ) mas paga cantando e rindo. A rabiar também o Jaime Silva, outro belo cromo da política portuguesa. A Espanha ganhou o Europeu mas as bandarilhas levou-as ele. E a rabiar, também, ainda, o engenheiro, ( ontem tãoooo elogiado por…Dias Loureiro ), com a Polónia a dizer que não ao Tratado de Lisboa, mais a Morgadinha entalada com a gaija do alterne. Fedorento, o caso, tão ou mais como o da Maddie, a caminho de ser arquivado. Ora bem. Agora o CDS/PP a querer até ao 9º. ano a disciplina de primeiros socorros o que, atendendo à indisciplina e violência que não existem, existindo, no Ensino e na Escola Pública, para mais com as falhas habituais e correntes do INEM, poderá até fazer sentido. Assim como assim, fiquei a rabiar, eu, com o Unabomber. O tal que o Público classificou de serial killer. Sei lá, gosto do homem. Como do Thoreau, por exemplo. E desse outro, Orwell, acho, que bem pregou que entre a direita reaccionária e a esquerda marxista não há grande novidade. O Estado exerce, de facto, o controlo do pensamento políticamente correcto. O totalitarismo tolerante da democracia burguesa de massas não só proibe a expressão de qualquer pensamento dissonante, como o próprio acto de pensar. Ou mesmo o que se poderá pensar. Há que reger a vida emocional com códigos de conduta. Se nem emoções próprias podemos ter, quanto mais não acreditar no Progresso e ter o desplante de andar por aí a enviar bombas aos porcos do Sistema. Faz sentido? Faz. Ao que parece, o zelo chegou aos cães que vão ser todos chipados. Mais estranho é perante tudo isto, mesmo não tendo o Mugabe petróleo, a farsa aguentar-se. Ou constatar o silêncio dos movimentos de gays, lésbicas & etc, a propósito da data de ontem. Data da morte de um militante revolucionário nacional-socialista, assassinado por Hitler em 1934. Com ele, arquivaram o incómodo Heidegger, e o Capital conduziria a Alemanha e a Europa às ruínas, indo-se a Revolução. Será que há gays que devem ser escondidos? Na volta, se calhar. Está calor. Banda sonora, hoje, do Beck. 

Anúncios

1 Comentário

  1. Cada vez mais me sinto farta deste mundo!

    bjo pR


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,872 hits