Contagem final de uma longa contagem decrescente.

Nem estou ainda a pensar nas primeiras linhas sublimes de Vasco Pulido Valente, hoje, de uma lucidez amarga, a abrir a sua crónica no Público. No acumular ironicamente triste das notícias que se acumulam. Na insultuosa posição dos bonzos estalinistas do PCP a propósito das FARC e da libertação da Ingrid Bettencourt. Antes em saber que, por fim, neste País, publicaram o meu querido Andrew Keen. ( Gentileza de Isabel Coutinho também no Público ). Os peidos, Senhor, os peidos! Tende deles piedade! Propaganda, nestes Camaradas. Lenta, lentamente começa a disciplinar-se esta coisa. De condenação em condenação. Vai sendo tempo. A social-democracia está de parabéns. Trazem o Zizek. Só por isso merece destaque.

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,814 hits