Contagem final de uma longa contagem decrescente.

Nem estou ainda a pensar nas primeiras linhas sublimes de Vasco Pulido Valente, hoje, de uma lucidez amarga, a abrir a sua crónica no Público. No acumular ironicamente triste das notícias que se acumulam. Na insultuosa posição dos bonzos estalinistas do PCP a propósito das FARC e da libertação da Ingrid Bettencourt. Antes em saber que, por fim, neste País, publicaram o meu querido Andrew Keen. ( Gentileza de Isabel Coutinho também no Público ). Os peidos, Senhor, os peidos! Tende deles piedade! Propaganda, nestes Camaradas. Lenta, lentamente começa a disciplinar-se esta coisa. De condenação em condenação. Vai sendo tempo. A social-democracia está de parabéns. Trazem o Zizek. Só por isso merece destaque.

Advertisements

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,851 hits