O Senhor Rui Tavares, colunista do Público, não é parvo nenhum mas toma-nos por mentecaptos.

Nada que espante, afinal, no previsto contra-ataque da esquerda social-democrata, chic caviar, para quem a Imigração é uma vaca sagrada. ( Estranho é o silêncio do SOS racismo ). Hoje, no Público, pede que se não misture o que não deve ser misturado. Ainda a Quinta da Fonte. Precisamente por não ser ingénuo sei que crime é crime. Aqui como em qualquer lado. Branco, preto, azul, cor de rosa. Mas também sei que no meu País já me basta o nosso crime. Precisamente. O nosso. A nossa criminalidade. ( Atente-se que o Senhor Rui Tavares nada adianta a questões colocadas em postes aqui e que o português comum comenta na rua. Como os dos índices de estrangeiros em prisões portuguesas, por exemplo. Ou porque motivo os relatórios de segurança não podem revelar raças e etnias a propósito da criminalidade. Ou de os 2 detidos no sábado, de armas na mão terem, de pronto, saído com termo e uma moça portuguesa ter mesmo ido presa por, desempregada e sem dinheiro não ter pago uma multa de 500 euros. 6 meses de prisão efectiva de que só se safou porque as outras reclusas se juntaram e pagaram a multa. Pois é. A porcaria da realidade ). O que eu e muito do Portugal, de que o Senhor Rui Tavares pouco sabe, é não querermos importar imigrantes, ( subsidiados na Quinta da Fonte, 90% ), para virem aumentar o crime existente. Já nos basta precisamente o nosso. Como não queremos que a sua miopia politicamente correcta que acorre, e bem, em defesa de pretos, árabes ou brasileiros, signifique dar uma mão ao Capital e ao discurso, precisamente, de Portas: mais Estado, repressivo, securitário, controlador e policial, onde dos novos B.I.’s aos chips para cães e gatos e carros, passando pela alheira e pelo cigarro, tudo controle. Mesmo sabendo que nada como o pensamento da esquerda não autónoma, marxista ou pós marxista, para idolatrar o dito. O Estado. Pagar cadeias, reclusos e integrações a imigrantes? O Senhor vive mesmo cá? Sabe da pobreza existente? O Povo, Senhor Tavares, está teso. Tramado. A contar tostões. Eu sei que isso lhe deve passar ao lado. Você é de esquerda e do Povo sabem pouco e gostam menos, os da dita. A crise das famílias agrava-se e atinge situações limite mas, importante, para os nossos intelectuais é em nome da Modernidade do Senhor Martins, ( deputado socialista desta república ), abrir-se o debate sobre o casamento gay. Preferencialmente, se calhar, entre duas ganzas e uns copos, que banido só o meu cigarro. Para mim, fracturante é a pobreza a que só um cínico sitiado vira costas, sem coragem, ( como ontem escreveu FJViegas ) para suportar quem vindo de fora pouco mais faz do que viver dos nossos impostos e do banditismo impune. Já agora: será que o Senhor Rui Tavares terá algum preconceito contra ciganos, esses sim, portugueses, bons ou maus como em tudo, desde sempre? Vítimas de racismo, não tenhamos medo da palavra, do racismo negro?

Anúncios

2 comentários

  1. escoria da sociedade é o que tu deves ser…
    só sabes maldizer tudo e todos, fascista!
    se calhar vives de rendimento mínimo à custa dos descontos de muitos homossexuais.

  2. (Descontando os erros de ortografia, e a confusão entre denunciar, reflectir ou maldizer )…
    Não sou fascista, K’mrd. Nem gosto dessa troupe.
    E não, não vivo de rendimento mínimo. Nem abono de família recebo. E saúde é privada. Seguro.
    Gostei no entanto do teu poder argumentativo: insultos. E o fascista, claro.
    Continua. A verdade dói, eu sei, mas só essa é Revolucionária.
    Os Berlusconis agradecem.


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,885 hits