Lancinante, pungente, o tom geral sobre um Portugal que

 

terá ficado melhor com a sentença sobre o tadinho do Pedroso. Eu, que ando antes pelas ruas e gosto preferencialmente de ouvir o Povo arrisco dizer que não mas, a seu tempo, se verá. Ao certo a Casa Pia foi, ( já não o era? ), e as vítimas estão onde sempre estiveram. No Público o dossier Gisberta também bem, outra vez que todas serão poucas, mas. No limite a omissão irresponsável do Estado, o que é usual. As Oficinas de São José na mira, bem, mas a esconderem outros fumos e sombras mais desagradáveis. O do dia a dia de uma Escola, a Pires de Lima. Material não faltará. Na DREN, por exemplo. As pequenas tribos, ou seja: gangues, a violência sempre desmentida e mais omissões deliberadas onde, por acaso, se calhar, nem serão os alunos vindos das Oficinas os que se passeiam impunemente pela Escola, cobertos pela blindagem corporativa do C.E. que terá em alguns professores a causa e a origem da indisciplina reinante e sempre desmentida. Pois é. O desfasamento crescente face à realidade de que se não pode falar porque, estamos avisados, lá se leva com um processo. Claro. Coisas que as ditas élites desconhecem ou fazem por desconhecer. A Gisberta acabou de forma trágica às mãos de miúdos das Oficinas mas, também, di-lo hoje um dos envolvidos referenciados, ( porque muitos ficaram de fora, ler a reportagem ), de alunos outros da Pires de Lima. Teve a Gisberta direito aos holofotes que o quotidiano esquecido das nossas Escolas só tem com shows de telemóveis. O País, o da criminalidade e da impunidade, começa aí mas, descer ao fundo exige rigor, seriedade, exigência, vontade, honestidade. Valores. Princípios. Disciplina. Trabalho. Competência. Já conheci professores ganzados e pedrados em período de aulas, outros que pais e alunos, a medo, quase em segredo, acusam de pedofilia. Agora vamos ter, parece, um homicida condenado a 20 anos de cadeia por ter pegado fogo à amante num caso extra-conjugal. Não basta? A culpa, já o sei, dirá a Corporação mais a Tia Milú é dos pais, claro. Como o actual estado da Escola Pública. Embora também o seja. Haja circo e paleio. Já Prisciliano com Séneca alertava contra a Justiça que causa perturbação e perigo. A Virtude requer Honra e isso, sabemo-lo é coisa estranha à farsa que vivemos. Como explicar a raiva descontrolada de uma pseudo esquerda chic, social-democrata ,com Palin, por esta ter uma filha adolescente grávida ( e não ir abortar, presumo, pois ), ou ter ido pescar sem licença? Aonde estava a ASAE não era? Venha o Obama portanto com mais Estado e legislação higienista, que se dane o comum dos mortais, toneladas de legislação moderna em benefício de idiotas como nós que teimamos em ser apenas normais e não apreciamos exotismos, gostando de ser diferentes sem a diferença deles, a que assenta na intolerância face a quem não alinha no discurso instalado e até se diz Pró-Vida. Lapidar. Mas não menos fétido. Em compasso de espera, bem avisei, a crise na Ucrânia onde outro democrata, Iuschenk, mostra a matéria de que é feito. 

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,814 hits