Sem vénias de circunstâncias, reverências, gratos e obrigados

é triste de ler a verborreia das ” viúvas do PCP ” a propósito das ” viúvas de Savimbi ” e das eleições angolanas com tantaaaa liberdade, pluralismo e transparência. ( Sic ). Não o viram os observadores da UE mas o senhor Vital Moreira, que se fez gente com o PREC nos braços do PCP e não engana as raízes. Como decoro é palavra saneada nos dias que correm, lá bota sentença atrevida onde a vitória desta Angola poderá ser a sua mas não é certamente a do povo angolano. Mesmo sabendo nós que o pessoal universitário não conhece essa dita coisa, o Povo, elemento de pouco interesse aos ditames da cartilha. Decoro, portanto. O mesmo que não tem Sócrates, Santos Silva ou Vitorino, num lançamento de mais uma acção de Propaganda, a Res Publica, a intitularem-se de esquerda. Haja tento! E, já agora, digam ao engenheiro que não preciso de líderes que me digam o que é possível fazer mas, simplesmente, façam. Sem virtualidades alucinadas. Do tento e do bom senso, ou da falta deles, ainda um Filósofo no Público a abrir cruzada contra o atavismo nacional confundindo estado e nação e a fazer não perceber coisas destas, chamando de salazarista um grunho como eu que foge do primeiro e ama a segunda e com Salazar pouco quero. A esquerda não pode ser nacionalista? Estranho, no mínimo, embora explique a bancarrota a que chegamos, Não será acaso o tal Murcho querer caralho, ( citei), precisamente, no dicionário, em nome da expansão linguística e da mudança de mentalidades. Olhem, aderi: foda-se! ( E espero bem não ser agora censurado pelo Público online. Expandi-me! ). Já dizia o Nietzsche que morreu louco mas não tolo: ” a nossa cultura padece de excesso de indolentes presunçosos”. O País, recomenda-se como de costume. Isto digo eu, enquanto pai, faz muito tempo, mas de professores a C.E.’s, passando pela DREN, parece que só arranjo é problemas. Os números são tramados, são.

Anúncios

1 Comentário

  1. As eleições em Angola
    tal como tinha previsto
    foram uma fraude histórica
    que ninguém tinha visto

    Um abraço do Raul


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,885 hits