Luz sobre a Áustria e a Itália ou a miopia dos Rui Tavares.

Conhecem-se resultados eleitorais. A procura de respostas que se enquadram na lógica do pensamento neoprogressista paternalista libertário, ( sic ), mais perto deste populismo esquizofrénico que da realidade europeia, mesmo quando por cá andamos de mão dada com o Chavez. Evita-se referir que na base dos triunfos da dita extrema direita está o velho proletariado de quem os nossos intelectuais progressistas fogem a sete pés. E lê-se hoje no Público a crónica sem dor. RT corta a direito. Indigna-se. Exige. Recomenda. Pugna por uma política pública por excelência, ( sic ), ( ? ). Até dói tanto espírito redentor a propósito das ilegalidades conhecidas na distribuição de casa camarárias em Lisboa, verdadeiro caso de polícia. Claro que, como sempre, também RT abre excepções. Para artistas e outras classes criativasque se devem cativar, (sic ). Li. Reli. Curioso não encontrar neste texto exemplar da nossa esquerda burguesa, nesta social democracia moralmente superior, qualquer referência a trabalhadores ou a famílias carenciadas. A mães solteiras, por exemplo.  Ao Povo que de chic tem pouco e não percebe nem quer perceber balelas mais ou menos elitistas e fracturantes. Nem acredita ser esta crise um regresso ao socialismo. Fiquem com a arte RT. Outros preocupam-se com o desemprego, com a Imigração, com a invasão do Islão, com a criminalidade, com a falta de dinheiro, com o colapso na Educação, na Saúde ou na Justiça, heranças da Abrilada de 74. Da falta de rigor, seriedade e autenticidade de quem governa. E, se desconfiam de um Estado que acolhe nas benesses os RT de serviço, amam a sua Nação e orgulham-se da Europa apesar de Bruxelas. Eu sei que vos é difícil perceber tudo isto, xenofobia de extrema direita, claro, mesmo quando se calhar até estou à vossa esquerda. Ainda bem. Fiquem-se por onde andam que a estes tempos outros tempos virão. Já agora, como a nossa História se faz crescentemente de estórias, mentiras e omissões fiquem com este: 

http://www.centenariodarepublica.org/centenario/

 

Anúncios

3 comentários

  1. “…com o colapso na Educação, na Saúde ou na Justiça, heranças da Abrilada de 74”

    Como era a Educação, a Saúde, a Justiça antes do 25 de Abril? Melhor???

    O ridículo têm limites!

    Quais as pessoas do povo que antes do 25 de Abril iam para além da 4 classe? Quem tinha acesso a cuidados de saúde condignos?

    Por favor… isto é um comentário do outro mundo!

  2. Lês mal…normal. O que digo é que DEPOIS da Abrilada a Saúde, a Educação ou a Justiça, crecentemente entraram em implosão. Concordas, ou não?
    Do povo, não sei. Conheço o Povo. Mas não falo em nome dele. Isso é coisa para vanguardas. Mas garanto-te: uma 4ª classe de antes do golpe militar de 25 vale ainda mais hoje que um 10º ano. Mesmo com os progressos da Tia Milú. Não por acaso somos um País de analfabetos funcionais onde até o primeiro parece que é ” engenheiro “.
    O que te garanto é que quem me conhece sabe que nada tenho de saudosista. E detesto o salazarismo. Talvez por isso, pelas semelhanças paroquiais, despreze tanto a “nossa” esquerda caviar.
    Ridículo ? O País de certeza.

  3. Saúde condigna ? Vai a Cuba, por exemplo.
    ( … )

    Siga a festa,


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,866 hits