Felizmente a Merkel perdeu na Baviera e não paga as caganças do Durão.

Bruxelas é Bruxelas mesmo em tempos de krash: todos ao molho e fé em Deus. Como de costume, sai cimeira onde, é imperdoável, não estará, parece, o engenheiro. O Senado americano diz que sim, o Congresso se verá. Bem bom, que Revolucionárias são as falências e o dinheiro do pagode, nós, não deve ir para a mão dos mabecos do Capital. Isso bem o quer a esquerda, claro, mas talvez haja uma réstea de bom senso. Talvez. Saboreie-se esta quase primavera e leia-se o jornal. Alunos sentados no chão ? Entradas nas faculdades com 9 de média ? Questões sobre o magalhães e os porcos satisfeitos ? Treta de conservadores diz um gajo do Plano Tecnológico. ( Ou ainda isto ). Ler, escrever, contar ? Autores brasileiros ? Subir propinas ? Valha-nos o Rui Tavares que naturalmente estará preocupado em que a Escola pública eduque mas não ensine, não vão os pais quererem ser pais, sendo que à Família, parece, compete apenas pagar manuais e despesas da escolaridade obrigatória, os ordenados à Corporação Docente e os gastos do Ministério mas, nunca mas nunca, propinas no Superior. O RT é de esquerda, burguesa, mas de esquerda, claro. Como o deve ser o PGR ausente desta comédia trágica onde o Soares filho acha que o que vai pela Câmara de Lisboa é uma ” patetice “.  ( Pena a puta de alterne não dizer que o Pinto da Costa recebeu uma. Tínhamos acção garantida ). Valente povo de esquerda. Assim como assim, lendo o Público ainda temos um paneleiro a bater na tecla do casamento e eu a opiniar que referendem e legalizem de caminho a poligamia em nome dos africanos e dos sunitas imigrantes, porque, se calhar, ao contrário de Espanha até a pedofilia não vai a lado nenhum como se vê pela Casa Pia. Mesmo defendendo a disponibilidade para o Estado consagrar as ditas ligações com um qualquer estatuto jurídico. De um enorme cinismo tudo isto. Se não aprovam por estratégia eleitoral, logo: vai custar votos, quando as sondagens dizem que a maioria da população está contra, às urtigas a vontade popular e Parlamento para cima. Tipo Tratado de Lisboa, pois. A “Democracia”, claro. O Cutileiro ainda não sabe que existe viagra e tira fotografias a gajas nuas, feias, por sinal: é ARTE. O gajo da Academia sueca disse o óbvio. O Roth, o Auster e o Vidal são literaturazinha ” ignorante ” e chocou as élites cultas cá do canto onde, entre escaparates e blogues, se lê a grandiosidade das mesmas. O Equador até deu telenovela e ao Lobo Antunes a comenda. Eu cá não sei, mas esta esquerda não percebe mesmo que só a verdade é Revolucionária e que, no fim, sábio é o Povo. ( Sobre as praxes, leiam ).

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Blog Stats

    • 61,900 hits